Descubra seu
ARCANO PESSOAL
Nossos
CURSOS
Whatsapp:
(24) 99227-2726
Área do Cliente

|

Século XX

A ousadia dos artistas e seus criadores, levaram a uma grande gama de baralhos que são até hoje, fenômenos de venda. A explosão artística tomou fortes rumos no princípio do século XX, quando muitas ordens ocultistas influenciaram definitivamente o pensamento dos criadores e artistas. Por volta de 1920 é criado o Rider Tarot, idealizado por Arthur Edward Waite, então membro da Golden Dawn. Esse Tarot trouxe um conceito artístico revolucionário: possui uma vasta ilustração em seus Arcanos Menores. As cores do Rider, trabalhadas pela inspiração da jamaicana Pamela Colman Smith, são vivas, alegres e os traços e desenhos, lembram a fase renascentista. Esse baralho é o segundo mais vendido hoje e um dos que mais influenciaram outros artistas ( o primeiro é o de Marselha).


Não podemos deixar de citar o Toth Tarot, de Aleister Crowley, que levou 5 anos (1938 a 1943) para ser concluído, artisticamente ilustrado pelas mão de Lady Frieda Harris. A arte tem ares surrealista, forte composição e combinação de cores, dando uma “sensação hipnótica”, como relatam alguns.

Muitos Tarots criados ainda nesse século trazem a idealização e intensa corrente de pensamento de seus criadores. O material utilizado pelos artistas vai do bico de pena ao carvão, do lápis a hidrocor, da aquarela à tinta a óleo. O que importa é a sensibilidade envolvida !

Agora, lembraremos ao pegar um baralho de Tarot, de toda sua história artística e não apenas veremos bonitas figuras estampadas em retângulos de papel. Tudo isso vale para valorizar seus artistas e criadores !!!